15 abril 2011

Fragmentos

Há dias em que um anjo me acorda
com gestos doces e suaves.
Desde criança é assim.
Sem dar uma palavra... No pensamento diz: - Vem! Levanta e vem ver uma coisa.
O dia ainda é noite.
Uma noite em despedida púrpura no horizonte.
Um horizonte, que vagarosamente, segundo a segundo, se descortina alaranjado deixando o céu antes escuro,
claro e com a cor do novo. E que agora seguirá pintado.
Os voos noturnos daqueles que madrugam são recolhidos.
Desperta o planar dos que alvorecem com beijinho do Beija Flor.
E do Sabiá que sabe que a claridade vai chegar. Somente ele sabe ...
O anjo já não fala mais em meu pensamento, pois de certo já mostrou o que devia. Deixou sua mensagem.
Não raro nesses momentos me pego transbordando.
Penso: Águas dos rios... Dos rios internos que seguem seu curso. Carregam alegria e gratidão. Desaguam nas águas, de todas as águas que elas são.
Digo baixinho: - Acho que ele me ouviu...
E começo o dia com um sorriso.

Por Naná Martins

2 comentários:

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Naná,
Fiquei emocionada ao ler
FRAGMENTOS. Lembrei do
meu sobrinho Gabriel,quando
era bebezinho. Ao acordar,
abria os olhos,olhava em volta
e sorria. Era sempre assim.
Nunca,nunca mesmo acordou chorando. Eu pensava:um anjo
passou por aqui.
ADOREI FRAGMENTOS!
BJS
CRISTINA SÁ do blog:
http://cristinasaliteraturainfantilejuvenil.blogspot.com

Naná Martins disse...

Que lindo, Cristina!
Histórias que passam pelo coração são assim. Nos despertam. Nos deixam mais humanos e conectados ao que é mais importante na vida. O Amor. Beijocas e obrigada pelo carinho!