29 novembro 2012

Novo filhote literário


Ter um filhote literário acolhido é ter a certeza que ele está pronto para ganhar o mundo. Vai, filhote. Seja feliz na sua nova casa. Vai debutar no seu tempo. Felicidade de escritor é assim. Os filhos seguem seus próprios caminhos. Ai, ai. Por hora é só o que posso dizer com sorriso largo no coração. Aguardem!

 

3 comentários:

Linharte Manhas disse...

Que fofurinha!

Linharte Manhas disse...

Ele é muito fofo!

Naná Martins disse...

É uma fofurinha mesma, Linharte Manhas! Gosto muito do seu blog também! Beijocas : )